Palestrantes

  • Cerimônia de Abertura
  • Dia: 21/03/2019
  • Horário: 19:00
  • Auditório da CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil
  • Aguardando Confirmação
  • Tarcísio Gomes de Freitas
  • Ministro de Estado da Infraestrutura
  • Tarcísio Gomes de Freitas é engenheiro civil pelo Instituto Militar de Engenharia, bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras, com MBA Executivo em Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Transportes pela Fundação Getúlio Vargas. Chefiou a seção técnica da Companhia de Engenharia de Força de Paz da ONU no Haiti, planejando e realizando obras de infraestrutura, de pavimentação, edificações, poços artesianos e iluminação pública.

    Foi assessor do Diretor de Auditoria da Área de Infraestrutura e Coordenador-Geral de Auditoria da Área de Transportes da Controladoria-Geral da União (CGU). Como diretor-executivo do DNIT entre 2011 e 2015, foi responsável pelo planejamento e execuções de políticas de transportes, realização e aprovação de projetos de engenharia, contratações de obras e serviços, gestão de recursos humanos, gestão orçamentária e financeira, ordenação de despesas, gestão estratégica e licenciamento ambiental. Por sua expertise como consultor legislativo da Câmara dos Deputados, foi convidado para assumir em 2016 a Secretaria de Coordenação de Projetos do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), responsável pelo programa de privatizações, concessões e desestatizações. Foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro em novembro de 2018, para assumir o Ministério da Infraestrutura.


  • Corredores Multimodais: A Importância das Hidrovias
  • Dia: 22/03/2019
  • Horário: 11:00
  • Auditório da CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil
  • Confirmado
  • Wellington Fagundes
  • Senador e Presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem - FRENLOG
  • Wellington Antônio Fagundes nasceu em 1º de junho de 1957, no município de Rondonópolis. É médico veterinário, formado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e pós-graduado em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB).  Desde menino, Fagundes se interessou por política devido à influência do pai.Na década de 1970, cursou o ensino médio na Escola Agrotécnica de São Vicente – município de Cuiabá (MT). Durante o curso na Faculdade de Medicina Veterinária em Campo Grande (MS), participou do movimento estudantil. Em 1980, graduou-se e retornou a Rondonópolis para abrir um comércio no setor de agropecuária.


    O jovem empresário ingressou na política de classe como presidente da Associação Comercial Industrial de Rondonópolis por dois mandatos, 1983 a 1986. Em 1987, assumiu a Secretaria Municipal de Planejamento de Rondonópolis. Em 1990, concorreu a uma cadeira na Câmara dos Deputados e foi eleito. Reeleito em 1994, 1998 (nesta eleição foi o mais votado), 2002, 2006 e em 2010, quando foi novamente o deputado mais votado da história de Mato Grosso, com 145.460 votos. Esse desempenho lhe rendeu o 10º lugar entre os deputados federais mais votados do país. No pleito de 2014, Wellington Fagundes foi eleito Senador da República, com 646.344 votos, para um mandato de oito anos. Atualmente é presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem (Frenlog).


  • Turismo nas Vias Navegáveis
  • Dia: 22/03/2019
  • Horário: 9:00
  • Auditório da CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil
  • Confirmado
  • Daniel Nepomuceno
  • Secretário-Executivo do Ministério do Turismo
  • Daniel Diniz Nepomuceno, natural de Belo Horizonte, é Bacharel em Direito pelo Centro Universitário Newton Paiva e graduado em Ciências Políticas pela Universidade de Barcelona. Vindo de uma família de juristas, foi assessor parlamentar da Câmara Municipal de Belo Horizonte, além de ter atuado na Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais, chegando posteriormente à Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, onde trabalhou na Comissão Permanente dos Direitos Humanos. Foi vereador na cidade de Belo Horizonte no mandato de 2013 até 2016, e também  vice-presidente do PSB em Minas Gerais. Neste mesmo período, após seis anos no cargo de vice-presidente, foi eleito presidente do clube Clube Atlético Mineiro após vencer as eleições de 2014. No ano de 2009, aceitou um convite para integrar a Coordenadoria de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e, logo na sequência, assumiu o cargo de secretário-adjunto na Secretaria de Estado de Defesa Social.

    Em janeiro de 2019 foi nomeado novo secretário executivo do Ministério do Turismo, tendo como missão auxiliar na definição de diretrizes e políticas que integrarão a Política Nacional de Turismo, seguindo as diretrizes do Conselho Nacional de Turismo. Além disso, também é responsável pela supervisão e coordenação das atividades das secretarias que integram a estrutura do MTur, bem como da Embratur. A secretaria também produz estatísticas, estudo econômicos e indicadores para subsidiar a elaboração, implantação e monitoramento das políticas públicas de turismo.


  • O Papel da Outorga na Segurança Jurídica para Navegação Interior
  • Dia: 22/03/2019
  • Horário: 14:00
  • Auditório da CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil
  • Confirmado
  • Dino Antunes Dias Batista
  • Diretor do Departamento de Navegação e Hidrovias do Ministério da Infraestrutura
  • Dino Antunes Dias Batista é Engenheiro Eletricista formado pela Unicamp (SP), Pós-Graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (SP) e Mestre em Transportes pela UnB. Tem experiências em administração de projetos, de contratos e de clientes, adquiridas em empresas como Embraer, Shell e Siemens. É Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental.  Em 2007, teve curta passagem pela ANEEL como Especialista em Regulação.

    Em 2011, foi nomeado Assessor Técnico na Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, onde atuou na coordenação da gestão das políticas de regulação, de concorrência e de defesa da ordem econômica no setor de transportes terrestres. No Ministério dos Transportes liderou equipe no acompanhamento e análise de projetos de desestatização e implantação de infraestrutura viária. Foi Diretor do Departamento de Concessões da Secretaria de Fomento para Ações de Transportes. Seu trabalho neste cargo o credenciou para assumir a Secretaria de Fomento para as Ações de Transportes do Ministério dos Transportes no período entre 2015 e 2018. Na atual administração, assumiu como Diretor do Departamento de Navegação e Hidrovias do Ministério da Infraestrutura. É também Presidente do Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante.


  • A Gestão das Águas, Gerenciamento da Vazão, Pagamento por Serviços Ambientais e a Reservação para Perenidade das Hidrovias
  • Dia: 22/03/2019
  • Horário: 16:00
  • Auditório da CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil
  • Confirmado
  • Bruno Eustáquio de Carvalho
  • Secretário Executivo Adjunto do Ministério de Minas e Energia
  • Bruno Eustáquio Ferreira Castro de Carvalho é Especialista em Sistemas de Infraestrutura com foco principal no planejamento e análise de infraestruturas. Tem experiências em empresas privadas e instituições públicas. É PhD em Engenharia Civil no âmbito de Sistemas e Gestão de Infraestrutura pelo Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (IST/UL). Doutor em Engenharia Civil pela Universidade de Brasília (UnB) (Co-Tutela). Mestre Integrado em Engenharia do Ambiente e Recursos Naturais pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto-Portugal (FEUP/UP). Mestre em Engenharia Civil pela UnB. Especialista (em formação) de Políticas de Infraestrutura pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Especialista em Inteligência de Futuro pelo Centro de Estudos Avançados da UnB. Especialista em avaliação socioeconômica de projetos de infraestrutura de grande vulto pela ENAP.

    Anteriormente atuou como Diretor e Secretário Substituto em coordenação e estruturação de projetos no setor de Energia, Petróleo e Gás e Mineração no Programa de Parceria de Investimentos (SPPI/PR). Foi também coordenador da carteira de Projetos do PPI e da agenda de licenciamento ambiental. Foi Assessor, Chefe de Gabinete e Coordenador de Projetos de Infraestrutura nos temas de (modelagem climática, energia, recursos hídricos, drenagem, portos e rodovias) na Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE/PR). Participou da nova transição governamental como coordenador do tema de Minas e Energia no grupo infraestrutura e foi escolhido para exercer o cargo de Secretário Executivo Adjunto do Ministério de Minas e Energia.